Egoísmo pode salvar vidas!

Super discordo dos discursos que pregam a eliminação do egoísmo de nossas vidas!

Esse tipo de discurso considera a priori, que  o ser humano já se encontra em estado mega desenvolvido de consciência. Porém, na prática o que percebemos é que a lucidez é uma longa jornada de desenvolvimento que na maior parte das vezes, uma vida inteiiiiira não é suficiente para conquistá-la.

Em minhas observações, vejo mais sentido quando ajudamos nosso Coachee a se dar conta do quanto está afastado de si mesmo e o quanto permanece focado em atender às expectativas do outro para se sentir amado.

Posso garantir… isso é falta de egoísmo!

Ok… Ok… Você pode estar pensando que estou louca quando defendo o egoísmo…

Mas antes de concluir sua impressão a meu respeito, deixa eu te esclarecer uma coisa… aliás, duas coisas…

  1. Egoísmo é diferente de Egocentrismo. Egoísmo é cuidar do ego, enquanto que egocentrismo é se sentir o único centro das atenções.
  2. Evoluir, em última instância sinaliza abdicar do ego, porém, antes de abdicar do ego é preciso exercitá-lo.

A partir dessas duas premissas confirmo na prática, principalmente atendendo pessoas com dificuldades para emagrecer que a falta de egoísmo tem solapado vidas que esperam eternamente que o outro seja sua fonte de reconhecimento. O resultado disso tem sido um número cada vez maior de pessoas com baixa auto estima e elevados níveis de dependência emocional.

Tudo isso tende a se refletir no corpo que vai respondendo à altura, tornando-se cada vez maior e mais pesado.

Por conta disso defendo a ideia da apropriação do egoísmo, como forma de auto cuidado, tirando da mão do outro a responsabilidade que não lhe cabe.

Na prática o que tenho testemunhado é que pessoas que resgatam o cuidado de seu próprio ego, tornam-se pessoas independentes e muito mais auto reconhecidas. E quando isso acontece, o efeito é tipo dominó… elas se sentem bem consigo mesmas e exalam esse bem estar em suas relações.

Sendo assim, o egoísmo pode tanto salvar vidas quanto salvar relações que ficam mais leves e mais livres!

E o corpo… o corpo emagrece…

E tudo bem se você defende a ideia do desapego do ego. Eu também defendo!

Porém, não há como se desapegar daquilo que não nos apropriamos.

Depois do egoísmo conquistado e a auto estima garantida teremos outro desafio, com certeza… abrir mão de tudo isso para vivermos em uníssono, apenas, com a nossa essência.

Mas a verdade é que tentar pular esse degrau é construir um faz de conta de desapego do ego que se apega no outro como tábua de salvação.

E isso vai na contra mão da evolução humana!

 

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *